Tantra-Prazeres

TANTRA - ALÉM DOS PRAZERES - Existem muitos meios de olhar o sadhana tântrico. Um deles é vê-lo como o cultivo da bem-aventurança pelo prazer ampliado ao enésimo grau. Prazer e dor (sukha e duhkha) são a urdidura e trama da experiência mundana. A pessoa comum constantemente busca maximizar o prazer e minimizar a dor. Nas tradições verticalistas, a caça ao prazer mundano, ou gratificação dos sentidos, é tipicamente vista como um subproduto da ignorância espiritual (avidya) e como a fonte primária da dor. Como o Yoga-Sutra (2.16) diz sucintamente, dor e sofrimento é o que deve ser superado. O meio recomendado para consegui-lo é refreando os sentidos voláteis através da concentração mental e propensão para o interior (pratyak-cetanã).O Tantra não aceita a crença simplista das tradições verticalistas de que o prazer (kãma) é intrinsicamente errado ou maligno. O Tantra vê o ímpeto humano natural para evitar experiências dolorosas e encontrar experiências prazerosas em um contexto novo e amplo.
 Padma Sherab siddha Vajra, Instrutora de Tantra Yoga crt 1711 - (11) 3562-8945 e 99134-7623 Vila Nova Conceição - São Paulo - Capital  - direitos autorais 
 Na sua ascensão espiritual para o UM definitivo , yogis e yoginis tântricos intensificam sua consciência progressivamente, capacitando-os assim a vivenciar cada vez mais os domínios sutis da existência - Tantra Yoga - Padma Sherab siddha 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Retenção Seminal Tantra

A arte de Injacular - Chi Kung

Kundaliní e o Bindu